Computador Archive

Memória USB: mudando a sua experiência tecnológica

Quem estudou no fim dos anos 90, começo dos anos 2000, isso sem contar todas as pessoas antes, devem lembrar dos professores com verdadeiros calhamaços de transparências e slides e projetores que eram verdadeiras geringonças. E além de tudo isso, a resolução era péssima, fazendo mais um desserviço do que um auxílio para a aula. Isso era pré-memória USB.

A partir dos anos 2000, isso mudou. Os professores podiam chegar na aula com um acessório no bolso. O pen drive pode arquivar milhares de documentos, imagens, vídeos e músicas. E com uma resolução muito melhor, sem precisar dos aparelhos pesados de outrora.

Esse é só um exemplo de como a memória USB melhorou a vida das pessoas, tanto no aspecto profissional como pessoal.

Memória USB: o que mudou?

Apesar do que muitos acham, a porta USB não serve só para pen drives, só que o formato de caneta foi o que mais caiu no gosto das pessoas por ser resistente e muito fácil de guardar. Mas cartões e HDs podem também ter memória USB.

Independente do formato, a memória USB veio para mudar o mundo e como nós armazenamos dados digitais e comunicamos nossas informações com outros computadores e outras pessoas.

Além do pen drive para armazenar, a questão da memória flash adaptada para USB também serviu para reprodutores de MP3 e até programas de limpeza de computadores, como o comprar PC Flash.  Essa tecnologia, que mal tem 20 anos, chegou para reformar e otimizar todo o conceito de memória e armazenamento, algo de suma importância quando falamos de computadores e máquinas conectadas umas nas outras.

O primeiro drive USB chegou ao mercado em 2000, depois do USB 1.0 ter sido criado em 1996. O modelo inicial tinha 8MB de tamanho, o que hoje parece pífio, mas na época era algo muito considerável. O grande ponto positivo era poder inscrever dados e informações e apagá-los depois, sem ter que usar uma nova mídia, algo que com CDs e disquetes, só para pegar dois exemplos recentes, não podiam.

Com o passar dos anos e o decorrer dos anos 2000, os tamanhos de pen drive se mantiveram, mas o armazenamento foi crescendo: 16 MB, depois 32 MB, até que foi crescendo e chegou nos gigas, com 8GB, 16GB, 32GB. Hoje, estamos usando pen drives com grande número de gigas e que podem até chegar no terabyte de armazenamento.

E enquanto o armazenamento crescia na memória USB, o preço começou a cair e cair, já que as vendas eram numerosas e diversas empresas no mercado podem explorar a ideia. Hoje, pen drives chegam a ser distribuídos como brindes e podem ser achados por preços módicos em lojas de todo tipo, não só de informática.

Qual é o futuro?

O futuro parece reservar ainda mais armazenamento para as pessoas. Se a fronteira do terabyte foi alcançada, 2 “teras”, 4 TBs podem estar na palma da mão e na ponta do dedo em poucos anos, com chips cada vez menores e pen drives que vão parecer mais pinças do que canetas ou cartões.

Depois do USB 1.0, nós passamos pelo 2.0 e o 3.0, aumentado cada vez mais o processamento de dados e a velocidade das informações. E o melhor: a memória USB é compatível com computadores de todas as marcas, fazendo um pen drive conversar com outras máquinas sem problemas. Há uma infinidade de possibilidades nesse mercado que com certeza serão abordadas.

Escolha bem seu próximo computador

Dá para dizer tranquilamente que um computador já faz parte da casa e é um item que a maioria das pessoas simplesmente não pode abrir mão para estar conectada no mundo. O computador não serve só para o trabalho e sustento de milhões de pessoas, mas também como veículo de entretenimento, já que televisão, rádio, cinema, jogos e muitas outras coisas convergiram para a internet e o universo online.

Só que como qualquer outro produto, um computador tem data de validade, apesar dela não ser tão clara como algo comprado no supermercado. As inovações tecnológicas, mais o gasto normal das peças gera a necessidade de trocar seu desktop ou laptop/notebook com alguma frequência, normalmente entre três e cinco anos.

O que devo pensar na hora de comprar um computador?

O orçamento sempre é algo muito importante na hora de comprar algo, assim como a marca, mas é interessante que você ao comprar um computador pense bastante em durabilidade e questões técnicas. A quantidade de inovações e novas tecnologias fazem com que você precise ficar muito esperto nessas mudanças e ter uma máquina rápida e que processa informação em quantidade e qualidade pode te diferenciar perante seu concorrente caso você tenha um comércio ou no seu trabalho.

Então, já começando pelo citado orçamento, tente dar a devida importância para essa aquisição e pensar que mais importante que conseguir comprar o mais barato, é comprar um produto bom por um excelente preço, já que lá na frente você terá um computador de qualidade que ainda tem bom desempenho, ao invés de ter que voltar à loja para comprar um novo. Ou então gastar os olhos da cara com consertos.

A partir daí, observe bem alguns itens como processador e memória RAM. Quando se fala de processadores, os primeiros que vêm a cabeça são os da Intel, com o i3, i5 e i7. O i7 é o mais avançado e moderno desses três, com quatro núcleos, dois a mais que o i3, por exemplo, permitindo processar mais tarefas ao mesmo tempo. Caso seu uso de computador seja frequente, você edite áudios e vídeos ou então você goste de jogar, é bom sempre ficar de olho no processador.

Já a memória de RAM é o que permite você acessar programas pesados, jogar jogos, ver vídeos, enfim, usar toda a potência do computador e com rapidez. Você já deve ter usado um computador que sem tanta memória RAM, cada programa demora uma eternidade para abrir e até os ícones da página inicial somem de vez em quando.

O tamanho do HD já teve mais importância no mercado e para os clientes. Há alguns anos, era comum baixar grandes quantidades de música, filmes e armazenar fotos e vídeos pessoais no seu computador, fazendo de sua máquina um grande depósito. Hoje, com o armazenamento em nuvem e sites/programas como Netflix e Spotify, que permitem que você aperte o play e assista um filme ou ouça uma música sem ter que baixá-la, tirando a necessidade anterior de ter um gigantesco HD no computador e deixá-lo ainda mais lerdo. Além disso, acessórios como o comprar PC Flash , garantem essa limpeza de forma simples.

Onde comprar

Sites para fazer compras online sempre são bastante interessantes porque oferecem preços baixos e promoções que chegam a você por email ou mediante anúncios em redes sociais. Porém, é bom visitar uma loja para ver os computadores ao vivo e procurar um vendedor para tirar todas suas dúvidas. Muitas vezes o contato com o produto pode te fazer mudar de ideia e achar algo melhor.

Checar bem cada uma dos detalhes técnicos vai aumentar e muito a probabilidade de você comprar um computador que se encaixe perfeitamente nos desejos e necessidades.